sexta-feira, 4 de maio de 2018

"O Exílio e o Reino" de Albert Camus


Quando eu estava no 1º ano do Ensino Médio tive um professor de Filosofia excelente, capaz de figurar entre os melhores professores da vida, uma inspiração para mim. Um belo dia ele escreveu no quadro 5 livros o quais, na opinião dele, todo mundo devia ler ao menos uma vez na vida:

"1984" de George Orwell
"Admirável Mundo Novo" de Aldous Huxley
"A Metamorfose" de Franz Kafka
"O estrangeiro" de Albert Camus
"A idade da razão" de Jean-Paul Sartre

Desnecessário dizer: essa lista me lançou em uma saga, persegui cada autor e foi uma das jornadas pelo conhecimento mais impactantes da minha vida, nela conheci Albert Camus, e jovem como era, talvez não seja demais afirmar: ele foi uma das vozes a moldar minha forma de ver, perceber e interpretar o mundo. A angustia do absurdo faz parte de minha paisagem interior, ler Camus é estar em casa.

"O Exílio e o Reino" é uma coletânea de 6 contos: "A mulher adúltera", "O renegado ou um espírito confuso", "Os mudos", "O hóspede", "Jonas ou o artista trabalhando" e "A pedra que cresce". Em cada conto nos encontramos com um personagem em momentos nos quais eles confrontam o sentimento de estarem sozinhos, exilados de uma comunidade por vontade própria, por imposição de outrem ou até por inação. É no centro desse exílio que todos eles absurdados encaram a suas questões existenciais.

Esse é tipo de livro sobre o qual é difícil de falar, na maioria dos contos Camus nos leva de situações corriqueiras até momentos nos quais os personagens se vem sobre uma pressão absurda e então explodem repensando suas vidas, tomando decisões se descobrindo e nos empurrando para também refletirmos sobre nossa existência.

Com uma escrita muito fluida, sem enrolar muito, Camus nos prende a sua trama e pouco a pouco nós vamos descobrindo o que compõe o "Exílio" e o "Reino" no qual cada um de seus personagens mergulha para dar sentido a sua existência. De repente me pego pensando nos vários personagens abordados pelo autor ao longo dos contos - uma esposa, operários recém saídos de uma greve malograda, um pintor sobrecarregado, um missionários que se converteu a religião do povo ao qual foi evangelizar, um professor solitário, um engenheiro em uma cidade do Norte do Brasil - e me pergunto de todos os seres humanos não tem seu próprio Reino e praticam alguma forma de exílio intencional, ocasional ou imposto. Penso também sobre mim, qual meu exílio e meu reino.

Penso tanto que também eu vou botar no quadro da minha sala de aula, entre os livros que todos deviam ler ao menos uma vez na vida "O Exílio e o Reino" de Albert Camus.

8 comentários:

  1. eu gosto muito de camus, mas esse eu não li. vixe. rimou. a peste é o meu preferido do autor. e gostei desses livros que o professor mencionou. estou lendo agora amiga genial da elena ferrante. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Oi Jaci, achei bem interessante, um livro que deveria ser oferecido a leitura na juventude é A Revolução dos Bichos tmb do Orwell, sempre pertinente, infelizmente.
    Vou ver se compro sua indicação na Estante Virtual.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Pandora.
    Acho que se o professor citado lesse essa postagem hoje teria muito orgulho de um dia ter indicado esse livro e ele veria que valeu a pena. Não li nenhum desses autores ainda, acho que por gostar ler outros gêneros, mas me interessei bastante por esse e se der eu vou ler com certeza.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Jaci!
    Tenho péssimas experiências com filosofia e os professores no ensino médio.
    Achei interessante sua leitura, mas não sei se faz muito meu estilo nesse momento..
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Essa tua história lembrou o meu motivo de querer ler 500 livros kkk só que a sua história é muito mais bonita.

    ResponderExcluir
  6. Oi Pandora!
    Já li 2 livros da lista do seu professor e concordo com ele que eles precisam ser lidos: 1984 e A Metamorfose.
    Fiquei curiosa para ler os outros 3 que me faltam.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Olha, geralmente esse não é um tipo de livro que leio muito (já li no passado), mas fiquei super curiosa. Amei a ideia dos contos! ♥

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir