domingo, 5 de março de 2017

"Onde cantam os pássaros" de Evie Wyld


Ler "Onde contam os pássaros" da Evie Wyld é experiencia inusitada tanto por não ser narrado de forma linear como por contar uma história cheia de violências sem apelar para o drama. As armas que a Wyld usa para conta a história de uma criadora de ovelhas mistérios foi cheia de lirismo suave diluído em texto que mesmo não linear se mostrou de fácil compreensão.

Nele encontramos a história de Jake, uma criadora de ovelhas que mora sozinha em uma ilha com seu cachorro. Quando nós a encontramos pela primeira vez algo estranho está ocorrendo a seu rebanho, animais andam sendo vitimados por algo ou alguém e por isso ela precisa sair de sua toca em busca de algum tipo de ajuda e a partir daí acompanhamos seu cotidiano, a forma como ela lida (ou não) com sua vizinhança e as situações nas quais ela escolhe (ou não) se envolver.


Enquanto acompanhamos o desenrolar do problema presente de Jake descobrimos que ela é uma criatura arredia, desconfiada, amante da solidão, pouco afeita ao convívio social e cheia de segredos; uma criatura visivelmente desamparada. Para compreender o estado emocional e social presente de Jake é preciso viajar pelo seu passado e paralelamente a narrativa do presente da protagonista conhecemos também seu passado. Nos capítulos pares avançamos na busca de quem está maltratando as ovelhas e nos impares regredimos no tempo para descobrir o passado da protagonista e o que ele esconde.

Apesar da situação inusitada de hora está avançando no tempo e hora regredindo, a escrita de Evie Wyld é muito simples e leve, fácil de acompanhar e ler.  "O olho humano percebe movimentos antes de qualquer outra coisa", mas o coração precisa de um tempo a mais então muitas vezes a forma poética com a qual a autora conduziu a história me convidou a diminuir o ritmo de leitura para melhor aproveitar o texto e não rara foram as vezes nas quais precisei para e respirar para assimilar as situações nas quais a protagonista esteve envolvida.



A forma Evie Wyld contou a história da Jake me fez lembrar muito de "O Amante" da Margarite Duras"O papel de parede amarelo" da Charlotte Perkins Gilman e "O compromisso" da Herta Müller. Todos contam histórias de violência, enganos, escolhas equivocadas, magoas sempre fugindo da linearidade, escapando do drama e com uma simplicidade que não me fez chorar, mas me comoveu muito.

8 comentários:

  1. Também adorei esse livro amiga, mas diferente de você, achei a narrativa difícil no primeiro momento, e tive que recomeçar a leitura pra conseguir digerir a história bem. Bela resenha!

    ResponderExcluir
  2. Oie Pandora, tudo bom?
    Menina, estou LOUCA nesse livro. Sou a louca da Darkside hahaha quero tudo que eles publicam, mas o bolso não deixa. Amo esses livros que te fazem apreciar cada página, lendo aos pouquinhos para tentar absorver o máximo do que o livro te oferece *-*
    Aaaaaaa quero ler logo *-*

    Beijos,
    Paixão Literária

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jaci!
    Menina, essa capa toda fofinha e meiga esconde uma outra história né? hahhahahaha
    Ainda não bateu a vontade de ler, mas quem sabe um dia...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
  4. Não conheço esse livro, mas a capa me ganhou! Que linda!! Amei. E pelo que colocou aqui no post deve ser mesmo cheia de mistério.
    beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  5. Olá, Pandora.
    Eu comprei esse livro logo que lançou porque sou dessas que compra livros pela capa e edição. Mas acabei lendo tantas resenhas negativas dele que nem me animei a ler até agora. Mas vou ler um dia hehe. Gosto de livros que alternam entre passado e presente e esse é bem interessante por ser divididos entre os capítulos pares e impares, fica mais fácil de entender.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a escritora, mas a forma como vc descreve o livro é bem instigante. Boa partilha.

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Já tinha visto esse livro, mas ainda não tinha parado para ler nenhuma resenha sobre ele, a sua foi a primeira e fiquei bem curiosa com o enredo. Vou comprar ;)
    Parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  8. eu gostei muito de o amante de marguerite duras. li emprestado de uma biblioteca há muitos anos. o filme é incrível tb. e foi muito polêmico na época. linda a edição do livro dos pássaros. o compromisso é muito impressionante. aqui está o link do post no meu blog http://mataharie007.blogspot.com.br/2014/07/o-compromisso.html beijos, pedrita

    ResponderExcluir